Experiências

O resultado prático de uma paróquia que leva o Dízimo a sério

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Nunca, jamais, de forma alguma o dízimo deve ser encarado como um mecanismo de faturamento financeiro. O dízimo não pode ser confundido com uma fórmula mágica de resolver os problemas de caixa de uma determinada paróquia. Por quê? Porque se for encarado desta forma, a evangelização e a conversão dos cristãos à Palavra de Deus que orienta sobre o dízimo será deixada de lado e serão priorizados os mecanismos que garantem o resultado financeiro.

Essa foi uma das primeiras e mais preciosas orientações que a CNBB fez quando, nos idos dos anos 70 elaborou e divulgou o Estudo nº 6 – Pastoral do Dízimo, no qual dá um aprofundamento sobre a teologia, a espiritualidade e a prática do dízimo na igreja do Brasil.

Bom, mas então como é que se atinge resultados tão expressivos como o que vemos estampado no exemplo citado no gráfico acima? Dalva Cardoso, que durante muitos anos foi a coordenadora do dízimo na paróquia São Francisco e São Rafael, em São Paulo, afirma que a prioridade sempre foi a evangelização.

Quando as pessoas conhecem e compreendem os ensinamentos bíblicos a respeito do dízimo e conseguem trazer esses ensinamentos para a realidade atual, para os dias atuais, cada qual percebe a grandeza do amor de Deus e a enorme responsabilidade de cada um no sustento do Reino de Deus. Reino esse que acontece no meio do povo graças a atuação da Igreja que reúne e evangeliza. 

Foi assim que a paróquia conseguiu sair de uma receita dizimal de pouco mais de 41 mil reais em 2006 para atingir quase 112 mil reais em 2010.

Depois de muitos anos à frente da Pastoral do Dízimo, ela deixa o cargo. Dalva aproveita para agradecer ao pároco, Pe Chicão, "a confiança em mim depositada. Agradeço às Pastorais, e  todos que ajudaram com seu Dízimo ao longo desse período. Agradeço em especial a cada membro da  Pastoral do Dízimo, que dedicou parte do seu tempo para esta missão de implantar, manter, e atrair novos dizimistas".

Dalva Cardoso coordenou o trabalho do dízimo naquela paróquia de março de 2007 a dezembro de 2010.

Fica aí, mais um exemplo a ser seguido. Quando buscamos em primeiro lugar o reino de Deus, Ele próprio, o Senhor, nos dá o que precisamos por acréscimo.