Reflexões

Pesquisar

Últimas Reflexões

09 Dezembro 2018
03 Dezembro 2018
26 Novembro 2018
19 Novembro 2018
04 Novembro 2018
29 Outubro 2018
08 Outubro 2018

UM DESAFIO AOS JOVENS


Se a juventude é, de fato, estágio de desafios e receptora de ideais de audácia e transformações, eis que Papa Francisco convoca jovens do mundo inteiro a uma experiência no mínimo inusitada. É o centro das discussões do Sínodo em curso no Vaticano, cujo tema neste mês de outubro é Juventude e Missão. “O que me impele ... é a certeza de que a fé cristã permanece sempre jovem, quando se abre à missão que Cristo nos confia”, escreve o Papa. Como se dissesse que a Igreja só se renova com a jovialidade e o entusiasmo bem presentes no espírito dos jovens. Em outras palavras: a juventude é a primeira grande protagonista da missão que o jovem Jesus confiou à sua igreja.

Não bastasse esse privilégio, Francisco enfatiza: “Ninguém, como os jovens, sente quanto irrompe a vida e atrai. Viver com alegria a própria responsabilidade pelo mundo é um grande desafio. Conheço bem as luzes e as sombras de ser jovem e, se penso na minha juventude e na minha família, recordo a intensidade da esperança por um futuro melhor”. Quem, quando jovem, não se encheu de entusiasmo e sonhos de mudanças, para ver realizados os sonhos de um mundo melhor, uma sociedade justa, um povo feliz? Ainda agora, vemos nas ruas o colorido juvenil das caras pintadas e bandeiras desfraldadas pela torcida de mudanças políticas e sociais, às quais nossos jovens sempre marcam presença com alegria sem limites. São eles o sangue novo que oxigena o marasmo de um povo. Que se diria desse sangue impulsionando a vida e os ideais da Igreja, de Cristo e sua doutrina?

Por isso o papa reafirma: “Queridos jovens, não tenhais medo de Cristo e de sua Igreja! Neles está o tesouro que enche a vida de alegria. Digo-vos por experiência: graças à fé, encontrei o fundamento dos meus sonhos e a força para os realizar”. Palavras de um senhor arcado com o peso dos anos e os dissabores de um povo sofrido que conduziu e continua a conduzir com o cajado da esperança. Quem conhece a história de vida desse irmão latino-americano, que em sua juventude sofreu na carne as agruras da perseguição, da incompreensão, da injustiça institucionalizada e dos ideais sepultos, sabe que o desafio feito por ele é muito mais pragmático e merecedor de atenções. Desconheceu as adversidades para fazer brilhar entre os seus a bandeira do amor sem limites. Agora reparte com os jovens o peso dessa responsabilidade.

“Por isso, essa transmissão da fé, coração da missão da Igreja, verifica-se através do ‘contagio’ do amor, onde a alegria e o entusiasmo expressam o sentido reencontrado e a plenitude da vida”. Quem senão os jovens poderiam encampar com mais plenitude o sentido de alegria e entusiasmo? Quem mais conhece a intensidade do amor e a força de persuasão que este carrega, senão os jovens? “Ao amor não se pode colocar limites: forte como a morte é o amor (cf. Ct 8,6)”. E lembra: “A periferia mais isolada da humanidade carente de Cristo é a indiferença à fé ou mesmo ódio contra a plenitude divina da vida”. Por isso o Papa Francisco acredita serem os jovens os agentes primeiros das mudanças periféricas que o mundo deseja.

Então vaticina: “Hoje para vós, queridos jovens, os últimos confins da terra são muito relativos e sempre facilmente ‘navegáveis’... E, todavia, sem o dom que inclua nossas vidas, poderemos ter miríades de contatos, mas nunca estaremos imersos numa verdadeira comunhão de vida... Atrevo-me a dizer que, para um jovem que quer seguir Cristo, o essencial é a busca e a adesão à sua vocação”. Lembrando aqui que a primeira grande vocação cristã vem do Batismo, que nos reveste da identidade do Cristo e sua missão. Porque jovem ainda é sua missão, tal qual jovem ainda é a nossa Igreja, apesar dos dois mil anos até aqui. Jesus precisa dos jovens. Ou, como bem afirmou Francisco em sua exortação aos jovens chinelos no Santuário de Maipú (17/1/2018): “Nunca penses que não tens nada para dar, ou que não precisas de ninguém. Muita gente precisa de ti. Pensa nisso!”.

WAGNER PEDRO MENEZES
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.