localizar movil android amigos espias de whatsapp gratis descargar rastreador de moviles gratis localizar tu movil con avast cell phone tracker app android free baixar rastreador de celular via satelite bilgisayar izleme programları isimleri bedava casus bilgisayar 007 keylogger 3.92 indir

“Apliquemo-nos a conhecer o Senhor; sua vinda é certa como a da aurora; Ele virá a nós como a chuva; Como a chuva da primavera que irriga a terra” (Os 6,30). Ora, quem desconhece os encantos de qualquer primavera, estação primeira, primeiro e pequeno verão?

Os ciclos da vida possuem características distintas, mas fundamentais. Assim também os ciclos da alma; essas etapas que galgamos na vida em função de um aprimoramento espiritual. Ou não. Pois que assustadora maioria está alheia e indiferente a esse processo em suas vidas. Infelizmente. Desconhecem por completo os planos do Senhor, “o tempo de semear e de colher”, as etapas que lhe foram reservadas neste longo aprendizado em função de “nova aurora”, nova visão do porque da própria existência. Entretanto, essa deveria ser a estação primeira da via sacra humana.

Nessa primavera espiritual, muitas são as flores, agradáveis os perfumes, refrescante a chuva de graças e bênçãos celestiais que enfeitam, encantam e refrigeram a alma sedenta de Deus. Nesse processo está a Igreja, guardiã da doutrina e conhecedora do caminho, mas que hoje também sofre pelos desvios de muitos de seus membros, pela “perversão” que maculou e vem maculando sua história bimilenar. “Devo dizer que essas revelações foram um choque para mim e uma grande tristeza. Tristeza também porque as autoridades da igreja não foram suficientemente vigilantes, nem rápidas e decisivas para tomar as medidas necessárias” – disse o papa Bento XVI numa espécie de mea culpa durante sua viagem ao Reino Unido. O papa se referia aos recentes escândalos sexuais verificados dentro da Igreja.

Ao mesmo tempo em que não negava esse “inverno negro” que se abateu como grave “doença” e triste “perversão” dos ideais cristãos, o papa também salientou a força dos que “lutam contra aqueles que querem erradicar Deus”, dizendo ser esta nossa primavera de renovação de forças para “lutar contra o ateísmo extremo e o secularismo exagerado que ameaçam o mundo”. Não podemos simplesmente cruzar nossos braços e esperar que o caos tome conta, pois que a lembrança da última estação e seus rigores ainda está bem presente dentro de nós. Lembremo-nos: Deus não nos desampara. “Ele virá a nós como a chuva”.  Ele conhece a aridez do terreno de muitos corações inquietos, mas derrama a “chuva” de suas graças entre todos, bons ou maus, ricos ou pobres, merecedores ou não, pois sabe que fazer bom uso de suas bênçãos celestiais vai da predisposição de cada um.

Ao invés de nos lamentarmos pelo contratestemunho de alguns poucos, orgulhemo-nos com o testemunho de muitos. Na primavera da história cristã temos os exemplos de que necessitamos, a maravilhosa e impoluta página de uma igreja nascente, vigorosa, vibrante em todos os aspectos, que estremeceu os alicerces de um império e floresceu dentre as maiores perversões de uma sociedade sem Deus. Lá estava Pedro. Lá estava Paulo. Com eles Deus e sua graça atuante, vivificante como a chuva. De Paulo um dia pudemos ouvir: “Irmãos, sede meus imitadores e olhai atentamente para os que vivem segundo o exemplo que nós vos damos. Porque há muitos por aí de quem repetidas vezes vos tenho falado e agora o digo chorando, que se portam como inimigos da cruz de Cristo; cujo destino é a perdição, cujo deus é o ventre, para quem a própria ignomínia é causa de envaidecimento, e só têm prazer no que é terreno” (Fil 3,17-19). Conhece alguns desses? Com certeza, fazem parte do time dos algozes de Cristo, não dos seguidores. Ilustram uma de suas estações na via crucis.

WAGNER PEDRO MENEZES O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

balanset
brasaotatto
orecado
inst gabi
foxwork